פרשת השבוע Parashat haShavûʿa

Resumos

Quando no princípio...
בראשית Bereshit
 
בראשית Bereshit

Gn. 1:1-6:8 | Is. 42:5-43:10

Reiniciando o ciclo infinito de leituras da Torá, lemos nesta semana a primeira porção, Bereshit, palavra que vem do versículo inicial: "Quando no princípio Deus criou os Céus e a Terra...". Aqui estão os relatos dos primeiros humanos com Deus, a Árvore do Conhecimento do Bem e do Mal, o exílio do Gan Éden, a morte de Abel pelas mãos de Cain, a continuidade da linhagem de Adão por meio de Set, a iniquidade das pessoas e, por fim, Noé, aquele que encontra favor aos olhos do Criador. 

נוח Nôach

Gn. 6:9-11:32 | Is. 54:1-55:5

Noé, tendo encontrado favor aos olhos de Deus, fica encarregado de construir uma arca na qual abrigará do dilúvio exemplares de todas as espécies viventes na Terra. Ele embarcará com a família, os únicos humanos que repovoarão o planeta quando a arca pousar em terra firme. Um pacto é estabelecido entre Deus e Noé e seus descendentes, que tem por símbolo e lembrança o arco-íris. Mais tarde, no entanto, os homens voltam a pecar e, na cidade de Babel, Deus confunde suas línguas – antes, uma só – e os faz espalharem-se por todos os cantos. Dos descendentes de Shem, filho de Noé, nasce Abrão que se casa com Sarai. Eles não tem filhos.

לך לך Lekh-Lekha

Gn. 12:1-17:27 | Is. 40:27-41:16

A história do patriarca Abraão começa aqui, com Deus comandando que ele vá da terra de seu pai até um outro destino, aquele que lhe é designado. Embora seja uma ordem, é também um perene teste de fé para o qual Abraão terá de se mostrar apto muitas vezes.

וירא Vayera

Gn. 18:1-22:24 | 2Rs. 4:1-37

Nesta riquíssima parashá, Abraão cumpre a mitzvá da circuncisão - símbolo do pacto com Deus - e recebe a visita de 3 emissários divinos que lhe contam que ele e Sara terão um filho dentro de um ano. Em seguida, Abraão intercede com Deus para que não destrua Sodoma e Gomorra. A mulher de Ló, sobrinho de Abraão, vira uma estátua de sal. Suas filhas originam as tribos de ʿAmon e Moab. Abraão parte para o sacrifício de seu filho Isaque.

 

חיי-שרה Chayei-Sará

Gn. 23:1-25:18 | 1Rs. 1:1-31

Sara morre aos 127 anos. Abraão a enterra na caverna de Machpela, em Hebron. Abraão envia Eliezer, seu servo, para buscar uma noiva para seu filho Isaque em Charan. Rebeca encontra-se com Isaque enquanto ele está rezando no campo. Abraão casa-se com Keturá, tem 6 filhos com ela, morre aos 175 anos e é enterrado ao lado de Sara por seus filhos Ishmael e Isaque.

תולדות Toldot

Gn. 25:19-28:9 | Ml. 1:1-2:7

Rebeca tem suas preces ouvidas e concebe após 20 anos. Sua gravidez é tumultuada e Deus lhe explica que em seu ventre há suas nações. Esaú, o primogênito, é caçador e o preferido de Isaque; Jacó, o preferido de Rebeca, é homem que fica nas tendas em busca do conhecimento. Numa trama criada pela mãe, Esaú vende sua primogenitura a Jacó, que recebe todas as bênçãos do pai. Ele foge para Charan para encontrar na família da mãe uma esposa para si, enquanto Esaú se casa com uma moça da casa de Ishmael.

ויצא Vayetze

Gn. 28:10-32:3 | Os. 11:7-14:9

Jacó, em seu caminho de Beersheva para Charan, dorme e sonha com uma escada que liga Céus e Terra, com anjos subindo e descendo; Deus aparece e promete aquele território a seus descendentes. Em Charan, Jacó fica para trabalhar com seu tio Labão, apaixona-se por Rachel, sua filha mais nova, mas é por ele enganado e obrigado a casar-se primeiro com a mais velha, Léa. Após 20 anos, já com um grande clã, Jacó decide seguir seu rumo longe de Labão, mas teme por essa decisão e foge com medo do tio. Deus, entretanto, aparece a Labão num sonho e o proíbe de ferir Jacó.

וישלח Vayishlach

Gn. 32:4-36:43 | Ob. 1:1-21

Deus ordena que Jacó retorne à casa na Terra Santa. Jacó manda emissários ao encontro de Esaú para tentar reconciliação, mas eles voltam dizendo que este vem vindo com 400 homens. O tema do reencontro desencadeia uma incrível série de acontecimentos dramáticos: Jacó luta com um homem que o abençoa e muda seu nome para Israel. Os irmãos se abraçam e choram juntos; separam-se de novo, desta vez em paz. Dinah, a única filha de Jacó, é violentada em Shechem e Simão e Levi liquidam toda a cidade em revanche. A esposa amada, Rachel, morre no parto de Benjamin. 

וישב Vayêshev

Gn. 37:1-40:23 | Am. 2:6-3:8

Jacó se assenta em Hebron com seus 12 filhos. José, filho de Rachel, é seu preferido, o que enfurece seus irmãos. Ele sonha e interpreta sonhos e este seu dom vai levá-lo a mudar o curso da história dos hebreus, mas não sem ocasionar difíceis momentos, como sua prisão no Egito. Judá comete injustiças contra sua nora Tamar e é por ela enganado para que a justiça se restabeleça e as gerações possam seguir o curso que deveriam.

מקץ Miqetz

Gn. 41:1-44:17 | 1Rs. 3:15-4:1

Depois de muitos acontecimentos, José interpreta sonhos do faraó que indicam anos de fartura seguidos de anos de miséria. Por sua perspicácia, o faraó o liberta e o elege seu grão-vizir. Em decorrência da correta previsão de seca de José, seus irmãos acabam por descer ao Egito para comprar comida para sua família. Isso inicia a saga do dramático reencontro familiar entre irmãos que haviam rompido drasticamente no passado.

ויגש Vayigash

Gn. 44:18-47:27 | Ez. 37:15-28

Após Judá se oferecer para tornar-se escravo de José no lugar de Benjamin, José se revela aos irmãos e pergunta se o pai está vivo. Eles sentem remorso e vergonha, mas José assegura que foi Deus quem o mandou ao Egito, pois, assim, ele pode salvar a família e toda a região da fome. Os irmãos voltam a Canaã para dar a Jacó a boa notícia e levá-lo para o Egito, onde ele se reencontra com o filho após 22 anos. José lhes dá a fértil terra de Goshen e lá eles prosperam. 

ויחי Vayechi

Gn. 47:28-50:26 | 1Rs. 2:1-12

Nesta última parashá do livro de Gênesis, Jacó, que fez José jurar enterrá-lo na Terra Santa, abençoa seus filhos, cada um com sua qualidade, e eleva os netos Efraim e Menashe à condição de tribo também. Seu corpo é escoltado por uma grande procissão à caverna de Machpelá em Hebron. José morre aos 110 anos, mas seus ossos só serão levados a Canaã (seguindo suas instruções) após centenas de anos, no êxodo dos hebreus do Egito.